Pizza com Cerveja

Tem gente que acha que pizza não combina com cerveja, porém está totalmente enganado.

Cerveja segue os mesmos princípios do vinho, basta saber harmonizar adequadamente. E hoje

darei algumas dicas de harmonização para você que não quer deixar de apreciar uma boa

cerveja na hora de comer aquela deliciosa pizza do final de semana.

Marguerita

marguerita

 

Por ser uma pizza menos gordurosa, pede também uma cerveja mais leve, como uma do tipo Witbiers. Ex: Hoegaarden, Baden Baden Witbier e Vedett.

Calabresa

Calabresa-3-fotos-Handam

Por causa da gordura, esse sabor de pizza já pede uma um pouco mais lupulada, como as do

estilo Pale Ale. Ex: Eisenbahn Pale Ale.

Quatro Queijos

quatro queijos

Por ser mais gordurosa ainda que a de calabresa, é necessária uma cerveja mais encorpada e

com maior teor alcoólico, como as IPAs (India Pale Ale). Ex: Colorado Indica e Baden Baden IPA.

Para saber sobre mais sabores de pizza é só mandar mensagem que respondo.



Olá galerinha cervejeira, hoje darei continuidade a explicação sobre os tipos de cerveja, a duas semanas atrás expliquei o que são as cervejas da família Lager. Hoje começarei a falar sobre a família Ale, que é muito mais complexo que o tema anterior.

O que a difere das Lager é o tipo de fermentação, que é feita em temperaturas mais altas, geralmente entre 15 e 24ºC. É um processo antigo de fabricação, o que fez com que as cervejas do tipo Ale fossem as únicas disponíveis até meados do século XIX, quando foi inventada a baixa fermentação (Lager).
Dada essa “antiguidade”, aliada principalmente à fermentação a quente, os sabores complexos, maltados e lupulados das cervejas Ale são incomparavelmente mais perceptíveis, sendo cervejas mais encorpadas e vigorosas. Assim ao longo dos séculos, surgiram inúmeros subtipos de cervejas Ale. Os estilos principais são as Ales, Weiss (trigo), Stout e Porter. Hoje falaremos apenas das Ales.

PALE ALES

São as Ales claras, com graduação alcoólica até 6%. Foram criadas para competirem com as cervejas Pilsen durante a Segunda Guerra Mundial, portanto compartilham a característica de serem mais suaves. É um dos maiores grupos de cerveja e possui alguns subtipos:

  • AMERICAN PALE ALE, como a Sierra Nevada Pale Ale, designa as americanas mais claras
  • ENGLISH PALE ALE, também cahamda deENGLISH BITTER, ou apenas BITTER, nome usado na Inglaterra por serem mais amargas que as demais cervejas, como as Porters por exemplo
  • BELGIAN PALE ALE,as Ales claras belgas
  • BELGIAN BLOND ALE, algumas vezes chamadas de Golden Ale também, são as Pale Ales mais douradas e um pouco mais encorpadas
  • INDIA PALE ALE,ou somente IPA, como a Colorado Indica, cerveja carregada em lúpulo, criada pelos ingleses para aumentar o tempo de conservação da cerveja que seria levada para as viagens pela Índia. Varia na intensidade de amargor e percentual de álcool de acordo com o subtipo, da menor pra maior: English IPA,American IPA e Imperial IPAale1

 

AMBER/BROWN E RED ALE

Diferenciando-se em coloração principalmente, mas também acompanhando em corpo e potência, estão algumas outras categorias de estilo:

  • AMERICAN AMBER ALE, usado na França e EUA para classificar as Ales um pouco mais escuras
  • AMERICAN BROWN ALE, mais excura e maltada e menos lupulada que suas “irmãs” American Pale e Ambar Ale
  • RED ALE, avermelhada devido ao uso de um pouco de malte tostado. Também chamada de IRISH RED na Irlanda. Um exemplo comercial que desde 2008 pode ser encontrado no Brasil é a Kilkenny Irish Beer, da Diageo, mesma empresa que faz a Guinnessbaden baden red ale

BELGIAN STRONG ALES

Produzidas principalmente na Bélgica, estas possuem algumas caracerísticas diferenciadas que as fazem cair em um agrupamento diferenciado.

Os vários tipos seguem abaixo:

  • DUBBEL: Cerveja do tipo Ale na qual o mestre cervejeiro adiciona o dobro da quantidade de malte do que uma cerveja “comum”. Geralmente balanceadas e de teor alcoólico mediano, possuem bom corpo e carbonatação alta.
  • TRIPEL: Cerveja na qual se adiciona três vezes mais malte do que em uma cerveja “comum”. Possuem, em geral, coloração amarelo-dourado, creme denso e consistente e a gradação alcoólica girará entre 8 a 12%. Aroma e sabor são complexos, macios e com forte presença de frutas o que, às vezes, pode lhe conferir um paladar adocicado. Excelente equilíbrio entre o lúpulo e o fermento utilizado no fabrico.
  • ABT/QUADRUPEL: São cervejas mais escuras e mais ricas, utilizando o quádruplo de malte do que em uma cerveja “comum”. O volume de álcool é sempre forte, muitas vezes ultrapassando os 10%.Entram aqui a famosíssima Westvleteren 12 e também a Rochefort 10 e La Trappe Quadrupel.
  • GOLDEN STRONG ALE: São as loiras mais fortes e encorpadas, até 10,5% de ácool, com colaração amarelo-dourado e sabor é frutado. Entram neste grupo: Duvel e Delirium Tremens, entre outras.
  • DARK STRONG ALE: São as Belgian Ales escuras, fortes e encorpadas. Com várias representantes de peso, comoChimay Bleu, Rochefort 8 e Gulden Draak, essa categoria tem cervejas que chegam a 11% de álcool.ale2

Espero que tenham gostado pessoal..